Monday, February 26, 2007

O Amor

Vivia na temperatura tépida dos lençóis
Aquele que dava pelo estranho nome
De Amor. Às vezes soltava-se
E percorria pela mão
Dos adolescentes ruas desertas, sombras
Escuras e conspiradoras - soltou-se
O Amor - alguém gritava.


Facas em sangue
[Adolfo Luxúria Canibal / Zé dos Eclipses]
«Coraçoes Felpudos»,1990

2 comments: